LI POR AI - Airton Soares - AS


CURSOS

AIRTON SOARES

(85)8837 7533

Há 25 anos fazendo o que gosta

DESENVOLVENDO COMPETÊNCIAS

MINISTRA OS SEGUINTES CURSOS:

        • Como Falar em Público: A Oratória moderna;
        • Estratégias de Estudo, Criatividade e Memorização
        • A Arte de Viver em Sociedade;
        • Como Cativar o Cliente através de um Atendimento Fantástico;
        • Motivação e Excelência no Atendimento;
        • Gerente: Seu Papel e suas Atribuições; 
        • Entre Outros.


Escrito por Airton Soares às 16h43
[   ] [ envie esta mensagem ] [ ]





 

 

 



Escrito por Airton Soares às 16h43
[   ] [ envie esta mensagem ] [ ]




MOTIVAÇÃO: Busca sem limites

Facilitador: Airton Soares

 

Objetivo:

 

Instruir os participantes sobre a importância da motivação como elemento propulsor do trabalho em equipe, apresentando as estratégias que podem ser utilizadas a fim de atingir os objetivos da organização.

 

 

 

Programa

 

 

 

ü       Em que consiste a vida?

 

ü       Motivação: o que é isso?

 

ü       Maneiras de conseguir o máximo de si mesmo;

 

ü       A importância da auto-estima;

 

ü       Auto-aceitação;

 

ü       Criatividade: combustível da motivação;

 

ü       Fatores que desmotivam uma equipe;

 

ü       Aprendizagem colaborativa;

 

ü       Como influenciar as pessoas a seu favor;

 

ü       O trabalho como fonte de prazer e prosperidade;

 

ü       A importância da comunicação nas relações humanas.



Escrito por Airton Soares às 16h43
[   ] [ envie esta mensagem ] [ ]




CURSO
ORATÓRIA MODERNA

Facilitador: Airton Soares


 

TEM MEDO DE FALAR EM PÚBLICO?
Fique tranqüilo, você não está só!


Inúmeras pessoas simplesmente congelam ao saber que estão sendo avaliadas. Há um medo imenso de "pagar mico".

Somos muito severos conosco e não nos permitimos errar. Qualquer avaliação negativa desaba com nossa auto-estima e nos deixa inseguro.

"A satisfação ou o descontentamento consigo mesmo dependem não apenas dos nossos sucessos, mas também dos critérios com que os julgamos".

A citação acima é do médico e filósofo William James e ele resumiu na seguinte equação:

Auto-Estima = Sucesso: Pretensões

É por esta razão que o curso Como Falar em Público: A Oratória Moderna, ministrado  na CDL - Câmara de Dirigentes Lojistas de Fortaleza é bastante solicitado.

Mais de 100 turmas ministradas no Ceará e em outros Estados.


Ele vai à raiz do problema. Permite administrar os medos, inseguranças, e acima de tudo, faz com que as pessoas façam um "upgrade" em seus valores.

Ministrado por Airton Soares que utiliza em seus cursos e palestras a metodologia do Teatro Empresarial.

Saiba mais

Airton Soares
É formado em Letras, e se especializou em Literatura Brasileira. Cursou Economia, Filosofia e Psicologia. Trabalhou no Grupo M.Dias Branco, Banco do Estado do Ceará e Organização Educacional Farias Brito. Entre seus clientes - parceiros estão: Fácil Consultoria - Serh Consultoria - CDL - FCDL - SEBRAE - Cetrede - SESC, UVA - UNIFOR, entre outros.

(85) 3433 3041 e 3433 3047 


COMO FALAR EM PÚBLICO: A ORATÓRIA MODERNA
Capacitar o participante a enfrentar a timidez e superar os obstáculos à boa comunicação


HORÁRIO: A combinar

CARGA HORÁRIA: 15 h/a

VOLTAR para Fotos e Comentários das Palestras

VOLTAR : página principal




Escrito por Airton Soares às 16h43
[   ] [ envie esta mensagem ] [ ]




Sou muito... muito `frasento´

VOU `DESPEJORATIVAR´

 

Por Airton Soares

 

S

ou paremiólogo. Que é isto? É aquela pessoa que coleciona provérbios, frases e assemelhados.

 

Tinha uns 13 anos de globo terrestre quando tudo começou.Quarenta (42) anos lendo por aí e anotando!

 

O ajuntamento das frases era feito à revelia. Depois veio o fichário em formato de caixa de sapato. E foi evoluindo... Fichário de acrílico e por último o micro. Em atenção às exigências da eficácia criei três siglas: FAR - Frases que Auxiliam a Redigir, DIMERE - Ditos que Merecem Reflexão e LPA - Li por Aí.

 

Hoje, escarafunchando nos meus quardados, como diria minha avó, encontrei uma descorada folha datilografada com algumas "FAR".

 

Cito algumas: "Meus ressentimentos são curtos, mas enquanto duram não consigo disfarçá-los. Nem de longe sabia o significado da expressão "disfarçá-los", mas pense na pose ao discursar, dando ênfase no `LOS´, pra turminha da esquina.

 

Até aqui, tudo bem! O pior: não citava a fonte. Precisava aparecer, me compensar da timidez crônica que encharcava todas as minhas atitudes e comportamentos. Assim, o conhecimento adquirido era diretamente proporcional à minha sensação de segurança.

 

Outra `far´: "Ele abalizou limites ao desejo de compras da esposa" Frase machadiana, não tenho muita certeza.

 

Aí, desembestou. Não parei mais. Minha família ainda hoje diz: "Tu vai ficar doido de tanto ler." Aí eu reflito: se leio fico doido, se não leio fico doido pra ler, não vejo diferença...

 

De tanto ler e refletir sobre as citações contidas em livros, revistas, jornais acabamos autor: quando somos acometidos de um desejo intenso, quase sempre afloram as prostituições da alma.

 

E, para  terminar:

 

"Quanto mais sabemos, mais ficamos tristes" Baltasar Gracián.

" Fui acordado pelos estalidos asmáticos de um motor de Woks" Li por Aí.

 



Escrito por Airton Soares às 15h56
[   ] [ envie esta mensagem ] [ ]




Via blog do Josias

As manchetes desta quarta

- Folha: Investigado por vazamento, número 2 da PF é afastado

- Estadão: Renan admite não ter prova e será investigado

- Globo: Renan diz não ter provas mas acordão pode salvá-lo

- Correio: PF corta na carne

- Valor: Aquisição de R$ 1,4 bi cria novo gigante do consumo

- Estado de Minas: Corrupção derruba o segundo homem da PF

- Jornal do Commercio: Caixa reduz juros para aposentados

Leia os destaques de capa dos principais jornais.



Escrito por Airton Soares às 16h13
[   ] [ envie esta mensagem ] [ ]




Jornal da Paraíba



Escrito por Airton Soares às 16h03
[   ] [ envie esta mensagem ] [ ]




Alma Moleca

O riso revela um dos segredos da alma

 

O riso é uma ejaculação repentina de alegria. E ele acontece quando o inesperado aparece à nossa frente e nos passa uma rasteira. É o inesperado gracioso que faz o corpo explodir no riso.

 

O riso revela um dos segredos da alma: a alma não gosta de marchar. Na marcha tudo é igual, previsível, feito em parada militar. A alma é bailarina que gosta mais é de dançar. Por isso que, no seu estado original, a alma é uma criança brincalhona. É uma feiticeira que se deleita nas mais insólitas e proibidas transformações. É poeta que escreve, e o mundo nunca é mais o mesmo. É palhaço que se ri de que o mundo seja assim tão parecido com um circo...

 

Rubem Alves no livro O Retorno e Terno In Bosta de vaca e política. São Paulo. Papirus, 1997. p. 168

 

Matéria relacionada

Crônica: Miolo de Pote de Airton Soares  <> AQUI



Escrito por Airton Soares às 10h52
[   ] [ envie esta mensagem ] [ ]




Via: Blog do Wanderson

 

JPC na Folha

A conquista da noite

 

 "Nenhuma pausa, nenhum silêncio. Como formigas sem inverno. Como formigas de um verão permanente."

(...)

 

Esqueçam o travesseiro. Para quê gastar um terço da vida a dormir quando é possível furar os dias, e as noites, perfeitamente acordados? Será, como dizem os cientistas, a 'conquista da noite', a barreira última do desenvolvimento pós-industrial. Os nossos antepassados regulavam a vida, e o sono, pelo ritmo natural da luz natural. Deitavam-se com a noite, acordavam com a madrugada. Esse mundo passou quando a lâmpada de Edison lançou uma maldição sobre os homens, criando um sol privado em cada habitação. O desafio, agora, é criar um sol privado no interior de cada um. Dormir para quê se é sempre dia dentro de nós?

 

Dias para trabalhar, explica Barber, porque as novas vigílias não se farão sem trabalho. A lógica é impoluta: viver mais é consumir mais; consumir mais é trabalhar mais. Nenhuma pausa, nenhum silêncio. Como formigas sem inverno. Como formigas de um verão permanente.

 

(...)

 

http://www1.folha.uol.com.br/folha/pensata/ult2707u300040.shtml

 

João Pereira Coutinho, 30, é colunista da Folha de S.Paulo. Reuniu seus artigos no livro "Vida Independente: 1998-2003", editado em Portugal, onde vive. Escreve quinzenalmente, às segundas-feiras, para a Folha Online.

 



Escrito por Airton Soares às 13h34
[   ] [ envie esta mensagem ] [ ]




Tribuna do Norte ::RNCharge do Dia

 



Escrito por Airton Soares às 13h18
[   ] [ envie esta mensagem ] [ ]




Correio Popular :: São Paulo



Escrito por Airton Soares às 13h05
[   ] [ envie esta mensagem ] [ ]




Jornal da Paraíba



Escrito por Airton Soares às 13h03
[   ] [ envie esta mensagem ] [ ]




Jornal O Povo



Escrito por Airton Soares às 13h01
[   ] [ envie esta mensagem ] [ ]




 

TÁ TUDO DOMINADO! 

 

 Por Airton Soares

 

Vejam só que recepção:

Olá, Dr. Bandido. Entre.

Não se preocupe com esta prisão.

Cuide só da prisão de ventre

Pois esta aqui tem solução.

 

Tá tudo dominado.

Polícia, traficante,

Ministro e deputado.

Afinal, quem é meliante

A “base” ou o baseado?

 

Do jeito que a coisa anda

Não sei em que vai dar.

Só sei quem menos manda

É quem deveria mandar.

E nesta trêfega ciranda

Em quem acreditar?

 

E a nossa Constituição?

Tá mais costurada

Do que boca de surrão.

É casa de Maria Joana

Onde todos metem a mão.

 

“Não tão” nem aí para o povo

O que interessa é caviar

Vivem coçando o ovo

E o resto... Vá se lascar!

 

Contundente, mas cioso,

No meu modo de pensar.

É que tudo isso é abominoso

Não tava mais agüentando,

Precisava desabafar!



Escrito por Airton Soares às 15h36
[   ] [ envie esta mensagem ] [ ]




Jornal da Paraíba



Escrito por Airton Soares às 15h21
[   ] [ envie esta mensagem ] [ ]




Jornal Zero Hora



Escrito por Airton Soares às 15h15
[   ] [ envie esta mensagem ] [ ]




Jornal Diário do Nordeste

 

Sinfrônio



Escrito por Airton Soares às 15h07
[   ] [ envie esta mensagem ] [ ]




Jornal O Povo



Escrito por Airton Soares às 15h01
[   ] [ envie esta mensagem ] [ ]




Julius comenta nossa crônica "GULA DE FAMÍLIA"

Pai.. Ficou ótima!! Como era de se esperar!

Recordo-me bem desse dia, e que ciclo é o desta vida. Passarei provavelmente um dia por isto e estas bem traçadas linhas estarão bem guardadas para o momento certo.

Te amo.

Julius Quintella



Escrito por Airton Soares às 14h44
[   ] [ envie esta mensagem ] [ ]




GULA DE FAMÍLIA

Minha crônica mais recente. AQUI

Leia também: Você tem medo dos "Farofeiros?" é só mousear aqui



Escrito por Airton Soares às 14h43
[   ] [ envie esta mensagem ] [ ]




Se o leitor desejar conhecer a relação de cursos que ministro antes de ver fotos e comentários   das palestras clique aqui.

 

CURSOS & PALESTRAS




Às vezes, é preciso inverter a rota dos ponteiros do relógio para buscar compreender quem somos e que vem a ser o mundo que nós mesmos construímos, a partir do verbo proferido e de crenças elaboradas. Então, desconfia-se de que o mundo seja tão redondo, ou uma bola em trajetória invariável.

Cerca de vinte anos, conheci na faculdade de Letras um executivo de banco que contabilizava "fiapos de conversa" e algumas coisas que "lia por aí". Entretanto, o relógio comandava sua vida. Agora, tempos mais tarde, reencontro esse amigo, feliz. Ele guadara como a um tesouro os fiapos de conversa - dos quais fez, com razão, a razão de sua vida. Despendindo-se do banco, passou a dar palestras usando um relógio sem ponteiros e vestimenta de pallhaço.


Este é Airton Soares(AS), que vem partilhar conosco algumas das observações e relatos sobre esse "Mundo fora de esquadro", construído de fiapos de conversas e episódios da nossa trajetória cotidiana, com infinitas posssibilidaes de realização.

Prof. Ednardo Gadelha


 



Escrito por Airton Soares às 13h54
[   ] [ envie esta mensagem ] [ ]




Quem deseja desenvolver sua criatividade, não pode preocupar-se muito com a aprovação dos outros, pois o consenso sempre rejeita a
.AÇNADUM

palestrAS how


CONTATO: ( 85 ) 8837 7533 :: airton.soares.as@gmail.com



 

"AS" Airton Soares
É (in) formado em Letras, e se generalizou (autoproclamado)em Literatura Brasileira.

Cursou Economia, Filosofia e Psicologia. Trabalhou no Grupo M.Dias Branco,
Banco do Estado do Ceará e Organização Educacional Farias Brito.

Há 20 vinte anos ministra cursos e palestras, para empresas e estudantes, nas áreas de Recursos Humanos, Comercial e Administrativa usando como metodologia o Teatro Empresarial. Entre seus clientes - parceiros estão: FÁCIL Consultoria - SERH Consultoria - CDL - FCDL - SEBRAE - CETREDE - SESC, BNB, Universidade de Fortaleza - UNIFOR, entre outros.


A LINGUAGEM TEATRAL


pode atingir a todos, com o privilégio de se fazer entender sem ser tediosa. Temos o cuidado de levar até seu funcionário temas que dizem respeito ao mundo corporativo e pessoal.

Faça acontecer na sua programação... O seu treinamento será um espetáculo!


Uma atração especial
Sempre chama a atenção.
Faça o diferencial
Na sua programação.

Converse com o "AS"
Um instrutor diferente
Que dramatiza seus cursos
Com poesia e repente.


Bastante experiente
No Teatro Empresarial,
Poeta, Humorista e Didata
É P H D do informal
Maiores informações
Consulte ao lado o referencial



Escrito por Airton Soares às 13h54
[   ] [ envie esta mensagem ] [ ]




ROTEIRO  da PALESTRA

 

 Airton Soares 

 

no papel de Biury Fu Máufi, O Boca Linda

   

Esta apresentação dar-se-á através de utilização de diversos objetos, retirados de sua mala, tais como: Revistas, espelho, peixe fossilizado, tênis, cabeça em escultura de madeira entre outros.  Cada "ilustração" (objeto)

 

O PALHAÇO - consultor fará também ilustrações de forma lúdica com letra de  músicas; declama poesias e cita vivências e “causos” que geram bastante descontração entre os participantes.

 

 

Obs.: 

ü       De acordo com a reação da platéia, falas de improviso serão introduzidas ao longo da apresentação do personagem;

ü       Em sendo assim, o roteiro da palestra é passível de alterações sem, no entanto, “fugir” do tema central acordado pelo cliente.  

 

 + de 200 APRESENTAÇÕES

 CEARÁ E OUTROS ESTADOS

 



Escrito por Airton Soares às 13h54
[   ] [ envie esta mensagem ] [ ]




Motivação: Busca sem LIMITES


Mês passado fui fazer palestrAShow* para o pessoal da CAMED, Caixa de previdência dos Funcionários do Banco do Nordeste do Brasil, abordando o tema Motivação: Busca sem limites . Na ocasião, foi divulgado meu livro O Mundo Fora de Esquadro e o cordel, também de minha autoria, Ancião Cidadão Seus Direitos na Palma da Mão, baseado no estatuto do idoso. Casa cheia. Muita interação do público. Atingi plenamente o obejtivo da palestra, segundo Mildred, coordenadora RH. E... sou feliz por realizar, mais uma vez, um trabalho em forma de Arte.














 
 
 
palestrAShow

CAMED


Recebi & Agradeço comentário, via email, de Mildred Bezerra , Analista de RH da Camed.

"Airton, Realmente foi demais! Todos nós adoramos. Inclusive os comentários positivos ainda estão rendendo aqui na Camed. Você é um verdadeiro artista e está de parabéns! Biury ou você, você ou Biury, não sei... Apenas sei que essa química que há entre vocês dois foi fundamental para provocar bastante reflexão em cada um de nós e com certeza, saímos de lá um pouco diferentes."



Escrito por Airton Soares às 13h54
[   ] [ envie esta mensagem ] [ ]




CAMED ::ABRIL :: 2007



Escrito por Airton Soares às 13h53
[   ] [ envie esta mensagem ] [ ]




CAMED :: ABRIL :: 2007



Escrito por Airton Soares às 13h53
[   ] [ envie esta mensagem ] [ ]




CAMED ::ABRIL :: 2007



Escrito por Airton Soares às 13h53
[   ] [ envie esta mensagem ] [ ]




Professor "AS" O Professor do

"SEXTO SENTIDO"...

O professor que dá sentido ao cesto!

(85)8837 75 33



Escrito por Airton Soares às 13h53
[   ] [ envie esta mensagem ] [ ]




palestrAShow
Biury Fu Máufi, o `Boca Linda´


Biury em ação no 1º FORECE
Fórum Espírita do Ceará :: Ago.2006. 

O que dá pra rir dá pra chorar...



Escrito por Airton Soares às 13h53
[   ] [ envie esta mensagem ] [ ]




CURSOS

clique AQUI



Escrito por Airton Soares às 13h53
[   ] [ envie esta mensagem ] [ ]




sobre viver

nanquim sobre papel, de Gil Vicente


só escaparemos se conversarmos
se sentarmos
à mesma mesa
e trocarmos olhares
como amigos
ou como sobreviventes.

(do livro “A paisagem e a distância”)
 
Via Blog do Nirton Venancio
Essa poesia me fez lembrar uma citação do mestre Paulo Freire:
"O diálogo é uma exigência existencial."


Escrito por Airton Soares às 20h07
[   ] [ envie esta mensagem ] [ ]




jornal O Dia :: Foto do Leitor

Fernando Modesto

Leitor traduz a mensagem deixada ao lado: "Vende-se carroça e uma égua com filha!". É isso mesmo? Foto de Enorê Roberto Rodrigues, 58. 18/05/2007



Escrito por Airton Soares às 19h58
[   ] [ envie esta mensagem ] [ ]




Correio Popular :: São Paulo



Escrito por Airton Soares às 19h31
[   ] [ envie esta mensagem ] [ ]




O homem raramente merece a mulher que tem





Mônica Veloso é o nome desta mulher, forte e decidida, capturada pela lente de Alan Marques/ FolhaImagem ao deixar a audiência onde conseguiu elevar o valor da pensão da filha que teve com o (por enquanto) presidente do Senado, Renan Calheiros.

Visivelmente, a bela morena é uma prova viva de que os homens de hoje deixam muito a desejar.

Escrito por Marcelo Tas às 17h18

"Será que a Mendes Junior vai aceitar esse aumento?"
Leia + comentários 



Escrito por Airton Soares às 18h32
[   ] [ envie esta mensagem ] [ ]




Sanha tributária

Hoje :: Folha Opinião

 

ü     A CARGA tributária brasileira cresce ininterruptamente. Em 2003, 36,98% do rendimento bruto do cidadão foi destinado ao pagamento de impostos; esse índice vem subindo ano a ano, chegando a 39,72 % em 2006. Em 2007, poderá atingir a marca dos 40%.

 

ü     Para honrar seus compromissos fiscais, os brasileiros trabalham, em média, inacreditáveis 146 dias no ano. Ou seja, todo rendimento obtido entre 1º de janeiro e o dia de ontem foi repassado ao Estado (União, Estados e municípios).

 

ü     O Brasil encontra-se muito acima do que se exige em outros países para ajustar as contas com o fisco. Os contribuintes americanos trabalham 102 dias; os argentinos, 97 dias; os chilenos, 92 dias, para citar apenas três exemplos.

Trechos do artigo acima citado.



Escrito por Airton Soares às 17h43
[   ] [ envie esta mensagem ] [ ]




A alma do povo africano,

corre livre na banguela.

É o fim do aparteid insano,

graças a Nelson Mandela :: Airton Soares
 
Mandela - Retrato Autorizado

Mac Maharaj e Ahmed Kathrada

Chega ao Brasil a mais recente biografia autorizada de Nelson Mandela. (...) O livro conta com 60 entrevistados em todo o mundo. São, portanto, 60 pontos de vista diferentes sobre Mandela, além de destacar as mais variadas facetas de um dos grandes homens do século 20, que promoveu a reconexão entre a justiça e a política.

Alles Trade Editora, 2007, 355 páginas, R$ 90 (preço médio).
Fonte: jornal de Santa Catarina

 



Escrito por Airton Soares às 16h44
[   ] [ envie esta mensagem ] [ ]




Mulher 

 

Se bem-me-quer

Bem-te-vi

Bem-te-quero

Sempre aqui

 

Artur Gomes

http://jurassecretas.zip.net

http://almadepoeta.com/fulinaima.htm

 

Clique AQUI  e leia uma linda crônica sobre a mulher, publicada  no "Li" este mês

Ah, sim, ia esquecendo: O leitor gosta de Salpicão?  Claro que gosta!  Essa crônica, de minha autoria, tem tudo a ver com esse post. Confira AQUI.



Escrito por Airton Soares às 16h29
[   ] [ envie esta mensagem ] [ ]




Diário do Nordeste :: Zoeira



Escrito por Airton Soares às 10h26
[   ] [ envie esta mensagem ] [ ]




 

Professor "AS" O Professor do

"SEXTO SENTIDO"...

O professor que dá sentido ao cesto!

(85)8837 75 33

Meu MUNDO profissional: AQUI (Cursos & Palestras)



Escrito por Airton Soares às 19h21
[   ] [ envie esta mensagem ] [ ]




Charge de hoje do jornal Diário Catarinense



Escrito por Airton Soares às 19h17
[   ] [ envie esta mensagem ] [ ]




Deus

Num diálogo gravado de dois desses patifes que andam por aí trocando propinas, um deles diz ao outro no final : “Tudo bem, fique com Deus!” Ué, crápulas e “crentes”?

Prates, hoje no Diário Catarinense.



Escrito por Airton Soares às 19h15
[   ] [ envie esta mensagem ] [ ]




GULA DE FAMÍLIA

 

Por Airton Soares

 

S

abe aquele dia em que você amanhece com gula de família?  Foi assim que me senti há onze anos quando convidei meu filho para almoçar comigo.

 

Recém separado, me sentia só e solitário e numa sexta-feira, almoçar com o filho não teria pedida melhor.

 

Cuido cedo dos preparativos. Corro à loja mais próxima. Compro toalha de mesa, talheres, guardanapos e  uma infinidades de outros apetrechos pertinentes ao grande evento. Na volta, passo pelo mercado e compro Cará, o peixe dos meus `querê´. Componho a mesa. Toalha nova e vistosa; talheres de fazer inveja a qualquer estrelado restô...

 

Nunca dei valor a isso.  Pensava, enquanto fazia o almoço.

 

Peixada... Ôba! Que cheirinho gostoso. Estava apreensivo, mas feliz. Pra quem não sabia fritar um ovo...

 

10h45min. Ele chega já. Não vejo a hora.  

 

11h10min. Nada! Será que ele vem mesmo? Ligo? Não, ele vem. Não é possível...

 

13h14min. Julius, adolescentemente alvoroçado, adentra ao apartamento destampando a panela fervente e com espantosa naturalidade diz: “Vixe, pai, é peixe!?... Vou almoçar no seu Ivan.” `Seu Ivan´ - Restaurante familiar situado nas cercanias do meu apartamento.

 

Ele sai da mesma forma que entrara e eu, mentalmente disforme, fico com a minha peixada, na minha mesa bem posta, triste e só. Você pode fazer uma pequena idéia do meu martírio, obrigado que fui a almoçar só e solitário.

 

Enquanto esmurrava a mesa, amaldiçoando todos os filhos do universo, uma vozinha, lá dentro, me chama `prasConversa´: “Escute aqui, seu Airton, nada de ressentimentos, tá? Você há de lembrar da sua mãe: Aos domingos, quantas e quantas vezes, ela carinhosamente preparava seu almoço e vossa senhoria chegava lá pra cinco da tarde, das farras, “cheiDosPau”; E sua esposa... E blá...blá... Outra, seu Airton, você teve o mínimo cuidado em perguntar ao seu filho o que ele gostaria de almoçar? Não, não teve! Você preparou o SEU prato predileto na SUA mesa predileta. Se queixe não, jovem. Trate de curtir seu erro, sua dor, mas nada de ressentimentos.

 

Na ocasião, contei o ocorrido a um amigo e ele sem titubear aconselhou-me: chama teu filho e passa na cara dele esse atrevimento.

 

Não chamei. E fiz muito bem. Chorei. Curti minha dor e aprendi uma grande lição - lição clichê - , mas imortal.  O que se faz aqui, aqui se paga! 

 

 



Escrito por Airton Soares às 16h04
[   ] [ envie esta mensagem ] [ ]




Charge do Diário do Nordeste :: 25/05/2007.



Escrito por Airton Soares às 09h25
[   ] [ envie esta mensagem ] [ ]




 

Airton Soares

Curso: Estratégias de Estudo, Criatividade e Memorização.

Na ocasião falava sobre a função da linguagem <>  APELATIVA ou CONATIVA.

Local: Fasjob :: 21 a 25 de maio de 2007:: Ministrado em parceria com o prof. Augusto Cruz.

 



Escrito por Airton Soares às 09h00
[   ] [ envie esta mensagem ] [ ]





OBJETIVO
Propiciar ao participante a descoberta do seu plano pessoal de estudo e de como aumentar e melhorar a retenção e resgate de informações importantes para utilização no momento adequado através de técnicas de memorização.


CONTEÚDO
- MEMÓRIA
- TÉCNICAS DE ESTUDO
- MEMORIZANDO
- TÉCNICAS DE MEMORIZAÇÃO
- DICAS PARA EVITAR E CONTORNAR O "BRANCO"
- NEURÓBICA
- APERFEIÇOANDO A MEMÓRIA
- MUDANÇA DE HÁBITOS
- MAPA MENTAL
- CRIATIVIDADE & MEMORIZAÇÃO
- O EXCESSO DE INFORMAÇÃO - A NEUROSE DO SÉCULO XXI


FACILITADORES
Airton Soares
Graduado em Letras (UECE) e Pós-graduando em Língua Portuguesa e Literatura Brasileira (UECE). Filiado ao Instituto de Pesquisas Lingüisticas de São Paulo; Membro da Ceia Literária e UBT - União Brasileira dos Trovadores.
Facilitador de diversos cursos usando como metodologia o Teatro Empresarial. Professor/Palestrante do curso de Pós-graduação em Gestão Empresarial - UNIFOR.

Antônio Augusto Almeida Cruz
Formado em Pedagogia (UECE) e com Especialização em: Administração de RH (FIEC/UFC) e Educação a Distância (SENAC).
Formação em Dinâmica de Grupo (SBDG), Ministrou as disciplinas de Psicologia da Aprendizagem no curso de Pedagogia, e, Administração de Vendas na Pós-Graduação em Administração de Marketing da Universidade Estadual Vale do Acaraú. Palestrante convidado da Faculdade Christus e da Faculdade Integrada do Ceará (FIC).



Escrito por Airton Soares às 08h59
[   ] [ envie esta mensagem ] [ ]




Uma xícara de café. 

24/05 :: dia do café

Fonte: Wikipédia

O café e a saúde

A maioria das pessoas que consomem café diariamente desconhece as substâncias saudáveis e os seus efeitos terapêuticos:

  •  O consumo moderado de café (de três a quatro xícaras por dia) exerce efeito de prevenção de problemas tão diversos como o mal de Parkinson, a depressão, o diabetes, os cálculos biliares, o câncer de cólon e o consumo de drogas como o álcool. Além disso melhora a memória e, conseqüentemente, o desempenho escolar.
  • O café contém vitamina B, lipídios, aminoácidos, açúcares e uma grande variedade de minerais, como potássio e cálcio, além da cafeína.
  • O café tem propriedades antioxidantes, combatendo os radicais livres e melhorando o desempenho na prática de esportes.
  • Doenças como infarto, malformação fetal, câncer de mama, aborto, úlcera gástrica ou qualquer outro tipo de câncer não estão associadas ao consumo moderado de cafeína.
  • A cafeína chega às células do corpo em menos de 20 minutos após a ingestão do café. No cérebro, a cafeína aumenta a influência do neurotransmissor dopamina.


Escrito por Airton Soares às 15h13
[   ] [ envie esta mensagem ] [ ]




"Só nos damos conta de que o filho está crescendo quando ele pára de perguntar de onde veio e não quer mais dizer aonde vai."

Frase do escritor Nunes dos Santos, citado por Neno Cavalcante em sua Coluna "É" :: Diário do Nordeste :: 08/06/2006.



Escrito por Airton Soares às 09h40
[   ] [ envie esta mensagem ] [ ]




Anatoly Karpov (Анато́лий Ка́рпов) em Dortmund

nascimento

Anatoly  KARPOV

23 de Maio de 1951, Slatoust, Rússia.

Fonte: Wikipédia

Anatoly Karpov é campeão mundial de xadrez, de 1975 à 1985, Ficando durante 10 anos consecutivos com o título mundial. Karpov é considerado por muitos como o maior jogador de todos os tempos. Portador de um estilo único de jogo.



Escrito por Airton Soares às 08h15
[   ] [ envie esta mensagem ] [ ]




Moda inspirada pela Literatura de Cordel :: Jornal da Paraíba :: 21/05/2007.


  • ROSâNGELA ARAúJO
    
CORES ATUAIS - O estilista Ângelo Rafael mostra o tratamento especial que os calçados recebem, com as xilogravuras, desenhos e formas inspiradas na Literatura de Cordel
A Literatura de Cordel, um dos traços mais marcantes da cultura popular nordestina, será divulgada em todo o Brasil e no exterior através dos novos modelos de bolsas, cintos e sapatos confeccionados com um couro especialmente desenvolvido em Campina Grande pelo Centro de Tecnologia do Couro e do Calçado Albano Franco (CTCC), do Senai/PB. A matéria-prima foi idealizada preservando o universo das xilogravuras, a poesia usada nesse gênero, o imaginário popular e as histórias pitorescas, ganhando formas nos modelos que farão a cabeça de muitas mulheres durante a Primavera e o Verão.


Escrito por Airton Soares às 08h57
[   ] [ envie esta mensagem ] [ ]




  REVISTA EDUCAÇÃO - EDIÇÃO 121
É como ouvir música
Se os jovens não gostam de ler é porque nunca ouviram a leitura feita por um possuído
 

Rubem Alves

Ela me olhou e disse: "Encontrei um lindo poema em Fernando Pessoa". Fiquei contente, gosto muito de Fernando Pessoa. Aí ela começou a ler. Epa! Senti-me mal. As palavras estavam certas, mas ela tropeçava, parava onde não devia, não tinha ritmo nem música.

Como é que se aprende a gostar de piano? O gostar começa pelo ouvir. É preciso ouvir o piano bem tocado. Há pianistas que já nascem com o piano dentro deles. O piano é uma extensão dos seus corpos. 

Pois é assim que se aprende o gosto pela leitura: ouvindo-se o artista - o que lê - interpretar o texto. Uso a palavra "interpretar" no sentido artístico, teatral. O "intérprete" é o possuído. É ele que faz viver seja a partitura musical silenciosa, seja o texto teatral ou poético, silencioso na imobilidade da escrita. Disse Shakespeare no 2o ato de Hamlet:

"Não é incrível que um ator, por uma simples ficção, um sonho apaixonado, amolde tanto a sua alma à imaginação, que todo se lhe transfigura o semblante, por completo o rosto lhe empalideça, lágrimas vertam dos seus olhos, suas palavras tremam, e inteiro o seu organismo se acomode a essa mesma ficção?".

Se os jovens não gostam de ler é porque não tiveram a experiência de ouvir a leitura feita por um possuído.

 Há de se dominar a técnica da leitura como se domina a técnica do piano. Acontece que o domínio da técnica é cansativo e freqüentemente aborrecido. 

Mas só têm paciência para suportar o aborrecido da técnica aqueles que foram fascinados pela beleza da música. Estuda-se a técnica por amor à interpretação, que é o evento orgiástico de possessão.


Texto de Rubem Alves - Educador e escritor :: Adaptado por Airton Soares
rubem_alves@uol.com.br



Escrito por Airton Soares às 00h30
[   ] [ envie esta mensagem ] [ ]




Café amargo.

Soube que essas meninas que são chamadas de ´bailarinas´ ou ´dançarinas´ nas bandas de forró (?) ganham apenas R$ 10,00 por apresentação. Quer dizer, uma ninharia, mesmo que houvesse festa todo dia.

Neno Cavalcante.



Escrito por Airton Soares às 22h30
[   ] [ envie esta mensagem ] [ ]




Clique para Ampliar

Tirinha do Diário do Nordeste :: 17/05/2007. 



Escrito por Airton Soares às 22h20
[   ] [ envie esta mensagem ] [ ]




Só se acaba uma amizade

ou termina um grande amor

quando não fica a saudade

engaiolando uma dor

ALAOR E. SCISÍNO


Escrito por Airton Soares às 22h06
[   ] [ envie esta mensagem ] [ ]




 

Amor
Amor secreto se sofre,

não se apregoa e nem chora...

O meu, fechei-o num cofre,

e a chave ... joguei-a fora!

Abreu carvalho

 

 


Mulher

O mar é como a mulher:

não nos mostra a profundeza.

Guarda no fundo o que quer,

mostra no raso a beleza...

Alaor E.  Scísino

 

 



Escrito por Airton Soares às 20h58
[   ] [ envie esta mensagem ] [ ]




Fonte: Blog do poeta Ademir Bacca.

Escrito por Airton Soares às 20h17
[   ] [ envie esta mensagem ] [ ]




Honoré de Balzac

nascimento

Honoré de Balzac

(Tours, 20 de maio de 1799Paris, 18 de agosto de 1850) foi um romancista francês.

Fonte: Wikipédia

Tendo-se tornado num dos maiores nomes do realismo na literatura, as suas obras são, no entanto, cunhadas sobre a tradição literária do romantismo francês. Sua Comédia Humana (La Comédie Humaine), que reúne mais de 90 romances e contos, procura retratar a realidade da vida burguesa da França na sua época.




Escrito por Airton Soares às 19h00
[   ] [ envie esta mensagem ] [ ]




TV DIGITAL

1/2s DE COMUNICAÇÃO

arquivo `lpa´

 

Pensando bem, com franqueza

sobre a TV digital

se daqui ou japonesa

pra mim fica tudo igual

se continuar a pobreza

porque não dizer catatau,

da programação `globeleza´

fazendo esse `diferencial´

pondo as cartas na mesa

em nosso `domingo legal´.

--------------------------

Airton Soares :: 13.04.06



Escrito por Airton Soares às 18h42
[   ] [ envie esta mensagem ] [ ]




Conjunto de competências faz a diferença no ambiente de trabalho

 

Competência multidisciplinar

As empresas buscam hoje indivíduos capazes de atuar em mais de uma área de negócio;

 

Visão e parceria de negócios

Funcionários voltados ao todo, que visualizam oportunidades de crescimento, não só para si, mas para toda a empresa;

 

Flexibilidade

Destaca a capacidade de se adaptar em vários ambientes;

 

Alternância de papéis

É importante que o profissional consiga se localizar bem tanto no papel de líder quanto no de subordinado, orientando, mas sabendo também acatar, sempre que necessário;

 

Bom relacionamento

Com todas as áreas e indivíduos envolvidos;

 

Inteligência organizacional

Significa a capacidade de se enxergar dentro de um contexto, reconhecendo o seu próprio papel, mas conseguindo também localizar quais são os indivíduos que podem trazer bons resultados em determinada função ou projeto;

 

Resiliência

Para o especialista, representa algo que vai além da resistência, da capacidade de suportar pressões, de conviver e assimilar frustrações, de manter sua iniciativa de pé, apesar dos contratempos;

 

Bom humor

O executivo destaca aqui a auto-realização, a valorização das coisas boas, mesmo em ambientes dominados pela ambigüidade. "Pessoas devem ser capazes de demonstrar bom humor no dia-a-dia, apesar das dificuldades", conclui.

 

Fonte: UOL Economia. Texto adaptado por Airton Soares

Disponível no site:

http://noticias.uol.com.br/economia/carreiras/ultnot/infomoney/2007/05/17/ult4229u469.jhtm



Escrito por Airton Soares às 09h47
[   ] [ envie esta mensagem ] [ ]




Conversa vai...
.............mev asrevnoC

Airton Soares

Síndrome do consumismo

Prates, hoje no jornal Diário Catarinense, abre o `bocão´. "Eu não prego que as pessoas devam viver numa masmorra existencial, somente poupando dinheiro. Mas tem muita gente leviana que não pensa no seu futuro. Hoje, por exemplo, só porque é sábado acham que têm que jantar fora. Está sobrando? Sobrando mesmo? Então vão. Do contrário, é irresponsabilidade pura."

 

Proverbiando 12

All´s fish that comes to the net.

Tudo que cai na rede é peixe.

 

Puxando o anzol pro açude virtual. Claro que a rede aceita tudo [ antigamente se dizia que o papel aceitava tudo] e a quantidade de besteirol veiculada é inifnita. O que fazer? Usar o bom senso. Cabe a cada um aproveitar o que acha que lhe convém e deletar o que não lhe serve.

 

Relendo Tom Peters in Em Busca do Uau!

“Sem paixão, ser um biotecnologista ou um encanador é igualmente chato”.

 

Algumas citações, mais recentes, sobre o tempo utilizadas nos meus cursos e palestras:

§         “O tempo voa, mas nós somos o piloto”.

§         "Não faça da sua vida um rascunho, pois pode não dar tempo de passar a limpo”.

§         “A idade é importante porque diz respeito ao tempo e é dele que a vida é feita”.

 

Por falar em tempo...

A vida farta é curta

sendo curta porém farta,

não se impede que se curta

pois em se curtindo

não se enfarta. Prof. Valdemir Mourão. 



Escrito por Airton Soares às 17h05
[   ] [ envie esta mensagem ] [ ]




Conversa vai...
.............mev asrevnoC

Airton Soares

 

Árvores

Uma árvore é um navio... As folhas são bandeiras verdes e naturais; as trepadeiras são cordas e pavilhões, cordas alviçareiras... Por âncoras - a raiz jaz debaixo do chão. :: Hermes Fontes - A primeira árvore.

 

Proverbiando 11 

All´s fair in love and war.

No amor e na guerra tudo vale.

 

Curso de Oratória na Porto Freire (Prevcon)

Primeira etapa do curso concluída. Próxima semana: Apresentação individual dos treinandos. Turma boa. Nível intelectual altíssimo!

 

A oratória se propõe

a ensinar a falar bem

e quem aprende se impõe

falando o que lhe convém. AS.

 

Descontraindo...

Três coisas que me deixam doido: Mulher, dinheiro e beliscão de tábua rachada!

 

Mulher

Toda mulher tem um halo de mistério

que circunda de um vago e indefinido encanto. :: Medeiros e Albuquerque - As máscaras.

 

Meiquice de Santa

O que mais em ti me encanta

não te espantes se eu disser:

é ver meiguice de santa

num demônio de mulher. :: Li por Aí.



Escrito por Airton Soares às 16h53
[   ] [ envie esta mensagem ] [ ]




SOBRE O DIA DO GARI

Post do dia 16 quarta

Por Ednardo Gadelha

 

Por falar em gari, o ex-senador Cid Carvalho (agora que não tem mais mandato) é a favor da criação de alguns benefícios para esse "profissional", a quem chama de "verdadeiros atletas da miséria". Segundo ele, os garis correm quilômetros atrás do caminhão, varando a noite, fazendo arremesso de sacos.

 

(in Crônica do meu sentimento, Rádio Cidade, 14/05/2007)



Escrito por Airton Soares às 16h21
[   ] [ envie esta mensagem ] [ ]




FUTEBOL

antológicas

Enviadas por Carlos Roberto

 

Caro Airton Soares,

 

Você conhece estas antológicas, do futebol?

 

1. Jardel, o conterrâneo: "Quando o jogo está a mil, minha naftalina sobe." Outra, dele: Clássico é clássico, e vice-versa..."

 

2. Um tal de Bradock (dizem que amigo do Romário), reclamando de um passe longo: "Nem que eu tivesse dois pulmão alcançava essa bola."

 

3. Biro-Biro, ex-jogador do Corinthians, numa entrevista sobre o que iria fazer com o "Motorádio" que ganhara como melhor jogador da partida: "A moto eu vou vender e o rádio eu vou dar para a minha avó."

 

Viche! Chuteiras nos pés e pouquíííssimo na cabeça!

 

Abraço do Carlos Roberto Vasconcelos.



Escrito por Airton Soares às 16h07
[   ] [ envie esta mensagem ] [ ]




CURIOSnãotemIDADE

hoje é o dia do gari

 

Airton Soares

 

Ô catinga fedorenta!**  Pois é, meu amigo.  `AbastaUmDiazinhaSó´!  Se o pessoal da limpeza não passa... Ah, meu Jesus, o caminhão do lixo já passou? Cadê  os "gari" da...

 

Segundo a Wikipédia [ antigamente era segundo o Aurélio. Tudo muda, né?] o surgimento do termo “gari” provém do nome de Pedro Aleixo Gari.

 

Durante o Império, ele assinou o primeiro contrato de limpeza urbana no Brasil. Aleixo costumava reunir, no Rio de Janeiro, funcionários para limpar as ruas após a passagem de cavalos.

 

Os cariocas, que se acostumaram com esse trabalho, sempre mandavam chamar a “turma do gari”. Aos poucos e de tanto repetir, a população associou o sobrenome de Aleixo Gari aos funcionários que cuidam da limpeza das ruas.

           

Parabéns, turma L I M P E ZA!

 

** Se catinga fede, imagina uma catinga fedorenta, vote!

 



Escrito por Airton Soares às 19h03
[   ] [ envie esta mensagem ] [ ]




 



Escrito por Airton Soares às 18h29
[   ] [ envie esta mensagem ] [ ]




Blog do Liberati :: Jornal do Brasil

liberati



Escrito por Airton Soares às 18h19
[   ] [ envie esta mensagem ] [ ]




Alerta

Normalmente as pessoas sentem repugnância das baratas, mas aceitam a presença das formigas nos alimentos. É aí que está o perigo. Ora, além de freqüentarem praticamente os mesmos ambientes e os caminhos percorridos pelas baratas, as formigas comem barata. Essa história de que é um bichinho inofensivo, que até faz bem à vista, é conversa para elefante dormir. Neno Cavalcante, hoje no jornal Diário do Nordeste.


Escrito por Airton Soares às 17h58
[   ] [ envie esta mensagem ] [ ]





 

mundo

Privatização é assim

A Cia. do Vale do Rio Doce foi “vendida” por um décimo do valor a quem soube dar a propina ao intermediário certo. Hoje ela fatura mais que a Petrobras, ambas montadas com o dinheiro de todos nós brasileiros.

Privatização é assim mesmo

Estão criticando a Coelce só porque desligou o fornecimento de energia a uma senhora doente que, por isso, ficou sem poder usar aparelhos que lhe garantiam a sobrevivência. A Coelce é para dar lucros. Aos acionistas estrangeiros que fizeram um negoção “adquirindo” tal empresa. Não estão nem ai para cearense que venha a morrer porque teve a luz cortada. Lustosa da Costa, hoje no jornal Diário do Nordeste.



Escrito por Airton Soares às 17h50
[   ] [ envie esta mensagem ] [ ]




sentir

sinto o amor declarado

amor livre e descarado

sinto o amor reprimido

amor belo e escondido

sinto o amor esperado

resistente e fortificado

sinto o amor que publico

amor que a ti suplico

wanderson uchôa
 
Taí uma poesia que eu gostaria de ter escrito. Deu certin "pra minha radiola." Parabéns, Wan!


Escrito por Airton Soares às 16h22
[   ] [ envie esta mensagem ] [ ]




Justiça
entre descalço num banco e ganhe indenização

Leia o que publica o Ultima Instância: "Mecânico obrigado a ficar descalço para entrar em banco receberá R$ 14 mil

O Juizado Especial Cível de Tubarão (SC) condenou o Banco do Brasil a indenizar em R$ 14 mil, por dano moral, o mecânico Sandro de Farias Silvano, obrigado a retirar os sapatos para poder entrar numa agência bancária onde pretendia descontar um cheque. O prazo para recurso já terminou, sem que a instituição contestasse a decisão. Leia matéria completa no Blog Antena Paranóica,  do Nonato Albuquerque.


Escrito por Airton Soares às 16h04
[   ] [ envie esta mensagem ] [ ]




Campanha com 'fumantes fisgados' causa polêmica no Reino Unido

BBC Brasil

Uma polêmica propaganda anti-fumo do governo britânico que mostrava fumantes sendo fisgados com anzóis pela boca foi considerada inadequada pela agência controladora da publicidade no país.

AS PROPAGANDAS POLÊMICAS
Divulgação/BBC
Cartaz feminino, com a mensagem:
"um fumante médio precisa de mais
de 5.000 cigarros por ano".
Divulgação/BBC
Cartaz masculino exibe o mesmo texto
Os outdoors, comerciais de TV e anúncios impressos tinham como objetivo enfatizar os perigos de ser "capturado" e ficar dependente dos cigarros. A campanha provocou 774 reclamações do público à Advertising Standards Authority (ASA).

A agência disse que os outdoors poderiam "assustar e perturbar as crianças".

As propagandas anti-fumo provocaram o maior número de reclamações recebidas pela ASA desde junho de 2005 por causa de uma campanha da KFC que mostrava pessoas cantando com suas bocas cheias.

O Departamento de Saúde, responsável pela campanha, disse que ela tinha sido "altamente efetiva".

Proibição do fumo
Os anúncios apareceram inicialmente no final do ano passado em uma tentativa de chocar os fumantes e levá-los a abandonar o hábito em preparação para a proibição do fumo em locais públicos a ser implementada na Grã-Bretanha.

Mas a campanha, de cinco semanas de duração, gerou polêmica e reclamações de pessoas que consideraram as imagens ofensivas, amedrontadoras e perturbadoras, particularmente às crianças.

A Advertising Standards Authority disse que os outdoors mostravam faces de fumantes dependentes que pareciam "perturbados e com dores".

A agência considerou que, apesar de os outdoors não terem sido colocados próximos a escolas, eles ainda assim poderiam ser facilmente vistos por crianças.

A ASA argumentou que eles "não tinham foco e mostravam realisticamente a perfuração da bochecha por um anzol" e "provavelmente amedrontariam e perturbariam as crianças".

Comerciais de TV
A agência também considerou que os comerciais de TV desrespeitaram as regras de publicidade ao serem veiculados quando crianças mais velhas estariam assistindo.

Porém as reclamações sobre as propagandas na internet, em revistas e em jornais não foram consideradas pertinentes pela ASA.

O Departamento de Saúde disse que mais de 820 mil pessoas entraram em contato com o serviço de ajuda para quem quer largar o cigarro desde o lançamento da campanha.

Segundo um porta-voz do departamento, a campanha foi desenvolvida com profissionais de saúde e fumantes e não tinha como objetivo provocar perturbações.

Aquela propaganda gerou 1.671 reclamações

Escrito por Airton Soares às 15h54
[   ] [ envie esta mensagem ] [ ]




ORATÓRIA

Artigos - Reinaldo Polito



Escrito por Airton Soares às 07h08
[   ] [ envie esta mensagem ] [ ]




ADEUS

Rainha do Forró

Airton Soares

 

Ipu... 1960, por aí assim. Contava com oito anos. Quando meu pai {Zé Marinho Soares], mal  chegava da bodega, botava logo  pra truar  os discos de cera, rotação 58`, na venerada "radiola do olho verde".  

 

Lembro muito bem dos últimos versos da canção Gaúcho de passo fundo, de Osvaldir e Carlos Magrão – “Pra ver as prendas mais lindas do mundo cheguei em Passo Fundo no cantar do galo.” Outra música que me marcou foi... " Mamãe, eu vou pra lua, mamãe, eu vou morar lá..."

 

Tem mais, muito mais! Privo-me de citá-las. O texto ficaria longo e enfadonho para o contexto e o espaço que me cabe. Mas... a preferida mesmo era o “Pisa na Fulô", da pernambucana Marinês, a  verdadeira Rainha do Forró, que faleceu na manhã desta segunda (14), às 9h45m. Sofreu um AVC.

 

“Pisa na Fulô

Pisa na Fulô REFRÃO

Pisa na Fulô

Não maltrata o meu amor.”

 

Também gostava de ouvir o "Peba na pimenta":

 

“Seu Malaquias preparou cinco pebas na pimenta,

Só do povo de Campinas convidou mais de sessenta

Entre todos convidados

convidou Maria Benta foi logo dizendo:

Se arder não quero não!”

 

Concluo essa pequena homenagem à Rainha do Forró com um trecho da música Desabafo. Essa, não sei cantar... Nem desafinado. Não conheço letra nem melodia, mas reproduzo aqui porque gostei da musicalidade dos versos e por denotar o costume,  a irreverência e a bravura da mulher nordestina.

 

“Eu quero a minha vida

Como ela é

Como o povo sabe

Com o chão no pé

Como a água doce

Pra matar a sede

Me deitar na rede

Tomar o café..."

 

Descanse em paz, Rainha!



Escrito por Airton Soares às 18h57
[   ] [ envie esta mensagem ] [ ]




CHARGE :: O Povo :: 14/05/2007.



Escrito por Airton Soares às 16h33
[   ] [ envie esta mensagem ] [ ]




Este teu negócio de escrever...

... é muito sem finalidade

 

"Mundico és um completo iludido. Este teu negócio de escrever, fazer poesia é muito sem finalidade...não acha? E ler! Quem pelo amor de Deus ainda tem tempo para ler nos dias de hoje? Se ao menos fosse ler algo objetivo, prático..mas ler por ler, pois passatempo, me perdoe....o fato é que lhe escrevo para que você dê mais espaço para livros técnicos, enfim estes têm mais utilidade..."

 

Rubens Leite Barbosa -Estudante de Engenharia Civil.

 

"Lados e ângulos / iguais / quadrado perfeito / com defeito de fabricação / possui coração. / Frio em cálculos / integrais e derivados / Mas esquenta / vacila /e se desorienta / nas curvas de uma mulher / Ah, Engenheiro / quadrado perfeito / o amor não é exato / tão pouco estático / quem dirá dinâmico? / o amor é indelével / também indizível / e incalculável / Talvez seja por isso / que corras dele como / o diabo corre da cruz." Será que estes poucos versos são o bastante para te responder?

 

Mundico Prosador - milienumcultural@terra.com.br

 

Fonte: Baião Cultural /Vida e Arte / O Povo, 23/6/2001,p.5  



Escrito por Airton Soares às 09h26
[   ] [ envie esta mensagem ] [ ]




Conversa vai...
.............mev asrevnoC

Airton Soares

ORATÓRIA

Amanhã inicio Curso de Oratória para o pessoal da Porto Freire Engenharia [Prevcon].

 

FALAR NISSO...

... já houve quem dissesse que ninguém tem medo de falar em público, mas sim, medo de errar em público!

 

SÓ PAPA

Eu até já disse aqui: nem um grãozinho de entusiasmo com a vinda do papa ao Brasil. Sei o porquê. Sou católico de registro.

 

MEU PERSONAGEM NO YOUTUBE

Biury, o Boca Linda, dia desses visitou o CETREDE - Centro de treinamento da UFC. Mais precisamente no Curso de Dinâmica de Grupo ministrado pelo meu amigo  e professor Augusto Cruz. Confira clicando aqui.

 

LITERATURA BRASILEIRA 1.

Hoje, comemora-se o aniversário de nascimento do poeta Raimundo Correia [1860]; dos escritores Lima Barreto [1881] e Murilo Mendes [1901]

 

RAIMUNDO CORREIA 1.1

Em 1883 com o livro "Sinfonias", Raimundo Correia assume o parnasianismo e passa a integrar, ao lado de Alberto de Oliveira e Olavo Bilac, a chamada "Tríade Parnasiana".

 

LIMA BARRETO 1. 2

Lima Barreto foi o crítico mais agudo da época da República Velha no Brasil, rompendo com o nacionalismo ufanista e pondo a nu a roupagem da República, que manteve os privilégios de famílias aristocráticas e dos militares.

 

MURILO MENDES 1. 3

Considerado o expoente do modernismo brasileiro. Estas sinopses eu as tirei da Wikipédia. Se desejar saber mais clique nos linques. E, para finalizar, uma poesia de Murilo Mendes.

 

O utopista

Ele acredita que o chão é duro
Que todos os homens estão presos
Que há limites para a poesia
Que não há sorrisos nas crianças
Nem amor nas mulheres
Que só de pão vive o homem
Que não há um outro mundo.
 

 

 



Escrito por Airton Soares às 20h20
[   ] [ envie esta mensagem ] [ ]




Lugares e Estados de Alma

A influência exercida sobre a nossa alma, pelos diferentes lugares, é uma coisa digna de observação. Se a melancolia nos conquista infalivelmente quando estamos à beira das águas, uma outra lei da nossa natureza impressionante faz com que, nas montanhas, os nossos sentimentos se purifiquem: ali a paixão ganha em profundidade o que parece perder em vivacidade.

Honoré de Balzac, in 'A Mulher de Trinta Anos'
Fonte: Citador

Escrito por Airton Soares às 18h31
[   ] [ envie esta mensagem ] [ ]




O homem que vive na indiferença, é aquele que ainda não viu a mulher que deve amar
Autor: La Bruyère , Jean de    


Escrito por Airton Soares às 18h18
[   ] [ envie esta mensagem ] [ ]




Mulher


O título que parece óbvio, é o mais complexo e sem dúvida o mais belo de todos que por aqui passaram. E o texto é curto, obedecendo a máxima que diz que uma imagem vale mais que mil palavras.

Ela como geradora da vida beira o divino, e se fosse por isso já bastava. Tanto que à frente nem menciono mais isso.

Curioso perceber como a nossa sociedade gira em torno delas. Elas no trono como rainhas. Por mais que atitudes patriarco-machistas existam e sejam expostas e combatidas, ao fundo percebemos uma realidade social esculpida por elas. A professora, a avó, a patroa, a parteira, "a outra" - pros que a tiveram, a chamada mãe de leite ou mãe preta, a madrinha, "aquela" atriz que fazia o moleque ir ao cinema repetidas vezes, "aquela" vizinha, ou qualquer uma que fizesse esse mesmo moleque querer ser alguns anos mais velho. Poderia dizer milhões de exemplos...

Só alguém muito desatento (e desprovido de qualquer percepção mundana), não percebe que tudo no mundo gira em torno da realização de suas vontades e do suprimento de suas necessidades. É espantoso mas é real. Quer poder maior?

Mas tem também as que não sabem se portar como tais, que não entendem essa bela lógica que as cercam e as favorecem desde o nascimento, as que não honram as saias. Mas dessas, nenhuma linha mais se faz necessária.

Fico por aqui.

Abraço a todos.

posted by Aderbal at Blog Aposentados



Escrito por Airton Soares às 17h43
[   ] [ envie esta mensagem ] [ ]




Mãe
eu me lembro o chinelo na mão...

... o avental todo sujo de ovo,
se eu pudesse eu queria outra vez,
mamãe,
começar tudo, tudo de novo!

Herivelto Martins e David Nasser



Escrito por Airton Soares às 11h31
[   ] [ envie esta mensagem ] [ ]




CHARGE :: Zero Hora :: 13/05/2007



Escrito por Airton Soares às 11h14
[   ] [ envie esta mensagem ] [ ]




A trova

+ saudade

 

A saudade fere a gente

como um punhal singular

penetra tão docemente

que a gente ajuda a empurrar. Ferreira Nobre :: UBT- Ce.

 



Escrito por Airton Soares às 10h17
[   ] [ envie esta mensagem ] [ ]




 

 

 



Escrito por Airton Soares às 10h07
[   ] [ envie esta mensagem ] [ ]




CHARGE:: Jornal da Paraíba :: 13/05/2007



Escrito por Airton Soares às 10h05
[   ] [ envie esta mensagem ] [ ]




Mais de 3.000 poetas e críticos de lusofonia!

Abgar Renault


 

Balada da irremediável tristeza
 

Eu hoje estou inabitável...

Não sei por quê,

levantei com o pé esquerdo:

o meu primeiro cigarro amargou

como uma colherada de fel;

a tristeza de vários corações bem tristes

veio, sem quê, nem por quê,

encher meu coração vazio...vazio...

Eu hoje estou inabitável...

 
A vida está doendo...doendo...

A vida está toda atrapalhada...

Estou sozinho numa estrada

fazendo a pé um raid impossível.


Ah! se eu pudesse me embebedar

e cambalear...cambalear...

cair, e acordar desta tristeza

que ninguém, ninguém sabe...

Todo mundo vai rir destes meus versos,

mas jurarei por Deus, se for preciso:

eu hoje estou inabitável...



Escrito por Airton Soares às 09h02
[   ] [ envie esta mensagem ] [ ]




Via Blog do PG. Só aumentei o corpo da letra. Só isso!

Árvore dançarina



Não sei em que lugar de nosso planeta este ser vegetal foi visto e a seguir fotografado.
Mas torço para que nenhum “casca-grossa” haja aparecido com a idéia de lhe cortar o pé de apoio.


Imagem via djstelios.wordpress.com


Escrito por Airton Soares às 23h21
[   ] [ envie esta mensagem ] [ ]




Lúcia & Wanderson

recebi & agradeço

 

"Muito Bom o escrito. Boa advertência para empregados e patrões. O cliente deve sempre estar em primeiro lugar. Bjs." Lúcia Soares.

 

 

 

 

 

 
"Tive uma péssima experiência com a atendente da emergência no São Mateus essa semana... O que infelizmente não é incomum em nossa cidade, especialmente em hospitais, acho que estão aí potenciais clientes, AS, eles estão precisando muito de você, e nós agradecemos... Ia dar a dica para ela mudar de setor, conversar com alguém do hospital e procurar uma vaga interna, sair do atendimento ao público, mas nem essa dica ela mereceu... Coitados de nós quanto ela estiver lá... Abraços." Wanderson Uchoa.
 
Ref. post do dia 10/05/07

Atendimento a Clientes

A culpa é da crise!



Escrito por Airton Soares às 21h42
[   ] [ envie esta mensagem ] [ ]




V

ertigem

o amor não suporta ouvir razões

Airton Soares

 

O amor não é louco.

 Sabe muito bem o que faz, e nunca age sem motivo.

Loucos somos nós,

que insistimos em querer entendê-lo no plano da razão.

Marina Colasanti

 

D

a porta, acenou-me adeus, espontânea e carinhosamente.

Estudei seu expressivo gesto, meticulosamente, qual um cientista ao desmontar uma bomba; me permiti acreditar que gostava de mim.

 

Miragem? Ilusão sedutora própria dessa gente desfalcada de afeto. É a falta de lógica em questões sentimentais o mais certo sintoma de sinceridade? 

 

Por mais que cuidemos em cobrir nossas paixões por sentimentos diversos, elas acabam nos traindo, o amor não suporta ouvir razões.      



Escrito por Airton Soares às 19h30
[   ] [ envie esta mensagem ] [ ]




Divã [neio]

O homemé normal pela média.

Freud

Saudade

ô dorzinha gostosa!

Airton Soares

  

U

ma pequena tristeza é um pequeno desapontamento. Nada grave. Passa logo. Já a angústia, é uma sensação de frustração que se estabelece no coração da alma. Chegou. Fincou.  É dona do `pedaço´. Não existe polaridade. Angústia é angústia. Nem é pequena nem grande. Ela é. E pronto! A etimologia ajuda-nos a entender melhor. `Angusta´, no latim significa estreito. Por isso que sentimos aquela dorzinha gostosa apertando o peito da gente. Neste exato momento, minha saudade transita entre esses dois extremos, ou seja, entre o passa logo e a dona do `pedaço´.



Escrito por Airton Soares às 19h00
[   ] [ envie esta mensagem ] [ ]




Professor “AS”

O professor... do sexto sentido

O professor... que dá sentido ao cesto! ::::: palestrAShow

(85) 8837 7533

 

 

Temas:

* Motivação: Busca sem Limites;

* O Poder do Entusiasmo no Mundo dos Negócios;

* Atendimento Fantástico;

* A Arte de Viver em Sociedade;

* Entre Outros....



Escrito por Airton Soares às 16h17
[   ] [ envie esta mensagem ] [ ]




Charge:: Jornal da Paraíba :: 11/05/07



Escrito por Airton Soares às 12h10
[   ] [ envie esta mensagem ] [ ]




Atendimento a Clientes

A culpa é da crise!

Airton Soares

 

E

ntro num bazar. Estava à procura de um blusão para compor o figurino de um novo personagem. Dirijo-me à vendedora falando baixo, mas o suficiente para ser bem ouvido: Senhorita, quanto custa este blusão? “Ela... nem olhou pra mim, ela nem olhou pra mim...” Insisto. Senhorita, quanto custa este blusão? Calada estava, calada ficou...  Agora, com a voz um pouco alterada: SENHORITA, QUANTO... E nada! Neste ínterim, minha adrenalina já apostava corrida nas veias. Não aqüentei.  Me acheguei aos seus ouvidos e gritei: S E N H O R I T A... Assustada, olha-me com um ar de irritação por ter sido eu o desmancha prazer do seu passatempo. A moça vendedora, absorvia-se em pensamentos profundos com um arranca-rabo de duas comadres no outro lado da rua.

 

Quando gritei já estava decidido a não comprar. Espero que a pseudo-vendedora tenha compreendido o meu discurso, embora subentendido, contido na simples palavra S E N H O R I T A.

 

Tanto se “esforçou” que acabou perdendo o cliente. Bem feito! No final do mês, na hora do “vamos ver”, a meta almejada despenca, mas a  culpa ninguém assume. A culpa é da crise! 



Escrito por Airton Soares às 10h36
[   ] [ envie esta mensagem ] [ ]




 Bento 16

Ostentação da visita causamal-estar entre religiosos

Os gastos e o luxo da viagem do papa Bento XVI ao Brasil

estão deixando a Igreja Católica brasileira constrangida. No lugar do motivo original da visita - que é abrir a 5ª Conferência-Geral do Episcopado da América Latina e do Caribe (Celam), um megaencontro de bispos do continente, em Aparecida (SP) -, os holofotes têm sido jogados sobre as reformas milionárias dos locais onde o papa se hospedará.[...]  Saiba +



Escrito por Airton Soares às 09h34
[   ] [ envie esta mensagem ] [ ]




Carlos Roberto, por e-mail

recebi & agradeço

 

Airton, você é um cabra supimpa. Parabéns pelo livro. Desejo-lhe sucesso triplicado!

Mando-lhe esta trovinha. Não sou trovador, mas gosto de "TROVEJAR". Abraço!

 

"Recordar um amor antigo

é viver tudo outra vez,

a saudade é um castigo

ou um bem que Deus nos fez?"

- - - - - - - - - - - - - - - - - - - - -

Digamos que a saudade seja também

 

uma lástima solene

e pungente da ausência

uma dorzinha miuda, disforme

se esparramando n´alma da gente!. AS.

 



Escrito por Airton Soares às 08h53
[   ] [ envie esta mensagem ] [ ]




Charge:Jornal da Paraíba :: Segunda, 07/05/2007. 



Escrito por Airton Soares às 23h19
[   ] [ envie esta mensagem ] [ ]




Comportamento
nossa santa gula ainda tão selvagem
Por Nonato Albuquerque 

Oi! Estava aqui pensando como o homem moderno, apesar de todos os avanços da Ciência e Tecnologia, ainda vive tão dependente. A maioria da humanidade, depois dos 20, amanhece e anoitece consumindo cápsulas e comprimidos de toda ordem. Remédios para emagrecimento, controle de pressão, revigorantes, anti-stress, medicamentos para dormir, etc e tal... sem contar a porção dos chás e mezinhas para compensar o que empurramos goela abaixo e que nos têm causado tantas reações doentias.

Estamos no século XXI e ainda mantemos os pés na senzala de nossas maiores dependências, muito provavelmente, por conta de nossa postura na sociedade consumista. Comemos de tudo, sem importar-se aos colaterais efeitos que isso possa ocasionar ou atender aos menores rigores da qualidade. Acabamos nos entupindo com as centenas de guloseimas que, diante dos olhos, incitam a nossa gula.

No exercício de uma vida integral a que todo ser humano devia ter em conta, a primeira das grandes preocupações seria exatamente com a qualidade do que se come e o que se bebe. De como nos portamos à mesa; com o que comemos fora de casa, principalmente.

Do jeito que procedemos, não estamos muito longe dos nossos avós indígenas canibais, que se empanturravam da carne dos peros, após os embates contra os invasores lusitanos. Conta-se que, de tanto consumir a carne dos vencidos, o velho morubixaba Cunhambebe, vivia contorcendo-se de dores pelo interior da taba dos tamoios, maldizendo-se pelo indigesto e pantagruélico banquete que o deixara empanzinado após se resfatelar de outro tipo de carne vermelha - hábito malsã que a gente herdou de forma menos selvagem nos dias atuais.

A solução final seria "fechar a boca"?





Escrito por Airton Soares às 23h08
[   ] [ envie esta mensagem ] [ ]




Simpatia pelo diabo

Martha Medeiros

 

N

ão há paraíso que não seja um pouco monótono, não há inferno que não seja um pouco excitante... Escute aqui, leitor: se eu fosse você, não acessaria o endereço abaixo pra ler a crônica de Martha Medeiros. Título assustador, não? Quer saber de uma coisa: retiro o que disse. Acesse. Você vai se dar bem.  Boa leitura. Clique aqui.



Escrito por Airton Soares às 22h36
[   ] [ envie esta mensagem ] [ ]




 

Divã [neio]

O homemé normal pela média.

Freud

Vontade

Faça, porque o risco faz parte

 

E

stás disposto a uma boa causa? Então, não dê a mínima para a opinião alheia, não cale sua voz interior com os gritos dos que estão dizendo que é bobagem o que você pretende. Ignore-os.

Luiz Carlos Prates. Diário Catarinense.  Hoje.



Escrito por Airton Soares às 22h18
[   ] [ envie esta mensagem ] [ ]




Cara-de-pau 2

FHC

 

D

eve estar cada vez mais perigoso passear por Nova Iorque. Tanto que o ex-presidente Fernando Henrique Cardoso tomou suas precauções. Levou dois seguranças da presidência da República, com passagens, hospedagem e diárias pagas pelo contribuinte, para protegê-lo, nos cinco dias que acaba de passar lá, em viagem particular. Rangel Cavalcante. De Brasília. DN. Hoje.

 



Escrito por Airton Soares às 22h05
[   ] [ envie esta mensagem ] [ ]




Cara-de-pau

FHC

 

Ex-presidente Fernando Henrique Cardoso, que fala o que deve e o que não deve, outro dia exortou a sociedade brasileira a resgatar os valores da família. Debochou do ´casa e descasa´ dos casais de hoje e dos que têm ´um filho aqui e acolá´. Esqueceu completamente que ele mesmo tem um filho fora do casamento com uma jornalista.

 

O caso rolou ao tempo em que ele era senador. Mãe e filho foram ´exilados´ na Espanha para evitar falação no Brasil, desde quando FHC se candidatou a primeira vez a presidente da República. A propósito: no STF amanhã, julgamento da queixa-crime de FHC contra Ciro Gomes baseada em ´injúria e calúnia´. Inês Aparecida. Pela fechadura. DN. Hoje.



Escrito por Airton Soares às 21h53
[   ] [ envie esta mensagem ] [ ]




Mão boba

Cagece

 

T

odos os meses inúmeras residências recebem a conta da Cagece em valores não condizentes com a quantidade de água que chega efetivamente às suas cisternas. É que o medidor instalado pela companhia dispara o conta-giro com o vento que circula pelos canos. A empresa poderia (e deveria) colocar outros medidores, mas a sede de lucro fala mais alto. Coluna É. Neno Cavalcante. DN. Hoje.

Escrito por Airton Soares às 21h36
[   ] [ envie esta mensagem ] [ ]




Sociedade Corajosa

Nelson Mandela

 

A alma do povo africano,

corre livre na banguela.

É o fim do apartheid insano,

graças a Nelson Mandela. Airton Soares.

 

E

m um discurso: O povo há de virar suas costas para aqueles que insultam a dignidade humana, ao descrever que uns devem ser os mestres, outros os servos. Porque isso transforma cada pessoa em um predador, cuja sobrevivência depende da destruição do outro.

 

Assim teremos criado uma sociedade corajosa, que reconhece que tanto negros como brancos pertencem à mesma raça, nasceram iguais, e tem os mesmos direitos de liberdade, prosperidade, e democracia. Esta sociedade jamais deverá aceitar de novo a existência de prisioneiros de consciência.  (Nelson Mandela, que durante 28 anos foi prisioneiro de consciência, ao receber o prêmio Nobel da Paz, 10/12/1993)

 

Hoje

Diário do Nordeste :: Coluna do escritor Paulo Coelho.



Escrito por Airton Soares às 21h26
[   ] [ envie esta mensagem ] [ ]




De grama em gramática enche o papo 01

  ortoepia

 

C

oncordo com o ouvinte que é muito comum ouvirmos ADEVOGADO em vez de ADVOGADO. E é sempre bom insistir na pronúncia correta.

 

Mas é bom insistir em que isso não é um caso isolado. Com freqüência ouvimos PENEU, em lugar de PNEU, RÍTIMO em lugar de RITMO, PISSICOLOGIA em lugar de PSICOLOGIA. O fenômeno é tão comum, que tem até nome técnico: suarabácti ou anaptixe. Trata-se do desenvolvimento de uma vogal em determinado contexto fonológico.

 

Várias palavras que são hoje tidas como corretas devem sua formação a esse fenômeno. Por exemplo: do latim BLATTA, o francês formou BLATTE e o italiano BLATTA, enquanto no português se formou BARATA, Pela "lógica" deveria ter-se formado BRATA, e não BARATA. O que houve, então? É que logo no início da nossa língua se desenvolveu essa vogal intermediária, seguindo uma tendência dominante no âmbito da língua portuguesa. E hoje ninguém se atreveria a dizer que o "certo" é BRATA, e não BARATA.

 

Esse tipo de "erro" a que se refere o ouvinte deve, é claro, ser combatido, mas é importante que o "erro" seja explicado, embora não justificado. Vamos caprichar: ADVOGADO, PNEU, RITMO, PSICOLOGIA... Professor  Odilon Soares.  ::  Rádio Jovem Pan AM 620.

 

Disponível no endereço http://jovempan.uol.com.br/jpamnew/destaques/linguaportuguesa/anteriores5.php 

acessado em 06/05/2007. Texto adaptado por Airton Soares.

 



Escrito por Airton Soares às 20h01
[   ] [ envie esta mensagem ] [ ]




O Orador e a Formiga

Por Airton Soares

A oratória se propõe
a ensinar a falar bem
e, quem aprende se impõe
falando o que lhe convém.

Quem prima pelo que fala
tem mais chance de convencer
pois sabe a hora que cala
e sempre faz acontecer.


“Ninguém prega melhor do que a formiga, e ela não diz nada.” A formiga não sai de manhã cedinho, pela estrada afora, sofregamente alardeando à sua comunidade que vai trabalhar. Com sutileza e penetração de espírito, faz uma rápida e eficaz vistoria nos seus instrumentos de trabalho e ... Mãos à obra.

A formiga não perde tempo “falando” às outras: - Atenção! Todos os olhares para mim. Eu sou a maior! Já carreguei 756 folhas para o depósito de suprimentos.
A formiga, simplesmente, não perde tempo. Caladinha, trabalha... trabalha... Dá exemplo. O seu “discurso” é determinação e suor despendido, incansavelmente, durante dias... dias e noite. O seu discurso é produtividade!

Ninguém prega melhor do que a formiga, e ela não diz nada. Simplesmente mata a cobra, mostra o pau, espicha o couro e extrai o veneno... Convence, persuade. Mostra serviço.
Assim deve ser o orador: falar pouco, escutar a platéia.
O que eles querem de mim? Como posso interagir com o meu público sem prejudicar o desenvolvimento da minha palestra? Meu discurso está mais para “linear” ou “sinóide”?
E o tipo de linguagem utilizada? Estou realmente comunicando? Dou vida às palavras?

Assim deve ser o orador: preparar sua “folha” de serviços, planejar; treinar, treinar, incansavelmente, as falas expressivas com suas respectivas pontuações; internalizar bem o objetivo, a demonstração, a prova, possíveis refutações e fechar de maneira marcante... Impressiva... Todas as etapas do discurso.

Você tem dificuldades em falar em público? Quando alguém o convida para falar com ou sem microfone, quais as sensações? Tensão, nervosismo, timidez, olhar perdido, boca seca, tremedeira, mãos suadas, vontade de desistir, adrenalina, “apostando” corrida nas veias?
“Não se desespere”, diz a especialista em comunicação Eunice Mendes, “se tudo isso acontece. Você é absolutamente normal. Falar em público inclui-se entre as situações que mais geram ansiedade, preocupação e sentimentos de impotência para gerenciar os próprios atos.

O medo gera uma proporção desmedida de perigo”. Esse comportamento, afirma ainda Eunice, “é a forma que o corpo e a mente encontram para se proteger das ameaças. Funciona como DESNUTRIÇÃO EMOCIONAL, que pode ser tratada e curada”.
Não se desespere...

"Plante o bosque ou corte a lenha
vá em frente ou siga atrás
importa é que você tenha
o domínio do que faz."


Escrito por Airton Soares às 08h11
[   ] [ envie esta mensagem ] [ ]




CHARGE:Correio Popular :: São Paulo: 02/05/2007

Quem deseja desenvolver sua criatividade, não pode preocupar-se muito com a aprovação dos outros, pois o consenso sempre rejeita a
.AÇNADUM

All are not thieves that dogs bark at.

Nem todos são ladrões para quem os cães ladram.

Os cães não ladram só para os ladrões.

As aparências enganam.



Escrito por Airton Soares às 10h11
[   ] [ envie esta mensagem ] [ ]




Correio Popular São Paulo. 01/05/2007

 



Escrito por Airton Soares às 22h32
[   ] [ envie esta mensagem ] [ ]




Jornal O Povo 01/05/2007



Escrito por Airton Soares às 22h24
[   ] [ envie esta mensagem ] [ ]




PRIMEIRO DE MAIO

primeiro de maio

 

não sei o que hoje valho,

nem sei se ontem mais-valia,

só sei que todo dia trabalho,

sei que trabalho todo o dia,

não paro nem em primeiro de maio.

 

de trabalho nunca tive medo,

fosse ele na roça ou na cidade,

nunca tive foi a sorte de um emprego,

sempre estive na informalidade,

não comemoro o primeiro de maio.

 

só esperava ser tratado com mais respeito,

poder pensar em minha aposentadoria,

mas para mim isso não tem mais jeito,

por isso quero esquecer que existe esse dia,

não há em meu calendário o primeiro de maio.

 

queria que meu jovem filho, mais politizado,

não cruzasse os braços para essa situação,

não visse esse dia só como mais um feriado,

dia que não tem aula, dia de praia e curtição,

quero acabar com o primeiro de maio.

 

wanderson uchôa



Escrito por Airton Soares às 22h16
[   ] [ envie esta mensagem ] [ ]




coMENTE 2

Recebi & Agradeço

 

Dia Internacional da Dança :: Post de 29/04/2007

 

A

 dança também tem potencial simbólico, e neste sentido parece-se mais com poesia do que com prosa. A escritora Jennifer Dunning (1998) diz que, A dança, como a poesia, é a arte da metáfora e da abstração, apesar de passar diante de nós rapidamente e não poder ser relida. Existem danças narrativas, como o Lago dos Cisnes e Revelações, da mesma forma que existem poemas narrativos.

 

Na verdade, nada que tenha a ver com o corpo humano pode ser realmente abstrato. A imobilidade e o movimento são inerentemente dramáticos. Mas até mesmo a mais expressiva frase de dança é uma destilação, seja ela o bater do pé sugerindo o bater de um coração apaixonado ou o levantar dos braços, que nos lembra uma oração. (p. B2) Dançar faz bem. Sempre! Ioneide.

 



Escrito por Airton Soares às 20h48
[   ] [ envie esta mensagem ] [ ]




coMENTE 1

Recebi & Agradeço

 

Ô Blog pra mudar. Post de 28/04/2007. 

 

O

lá Figura Cósmica! Êta força, dinamismo, empenho! Mudar implica em decidir e decisão é coisa de gente grande. Li por aí, que toda mudança implica em movimento e movimento é vida. Água parada gera mosquito, morte, doenças, e água em movimento gera energia, eletricidade, progresso. Mudar significa evoluir. As vezes, dá trabalho, cansa, tira o sossego e assusta, mas é preciso dar origem a "espécies novas", e quando a cria tá pronta... Meu Deus! Que maravilha! Beneficia a você e a todos nós, portanto cabe-nos pedir-te: "AS, continues mudando, para o nosso bem. Um grande abraço! Fátima.



Escrito por Airton Soares às 20h47
[   ] [ envie esta mensagem ] [ ]




Artigo muito bom. Pra lá de bom.

R E C O M E N D A M O S!

clique AQUI

Ócios do ofício :: Carlos Nader
Para o modelo ocidental, trabalho tem que ser obrigação – mas os índios, como os antigos, preferem pensar em trabalho como um tipo de poesia. Primitivos, eles?

“Há uns 20 anos, Ailton Krenak, o mais admirável dos líderes indígenas nacionais, me disse que a principal lição de vida que o pai dele deixou foi a seguinte: “Você deve passar pelo mundo assim como um pássaro passa pelo céu. O vôo deve ser lindo e, depois que terminar, o céu deve continuar exatamente igual”.

 

Ou seja, cante, dance, cace, plante, ria, chore, fale, transe, viva, morra. Mas deixe o mundo como o encontrou. É um ensinamento que parece contradizer tudo aquilo que as culturas dominantes no Ocidente e Oriente nos ensinam, que é passar pelo mundo essencialmente para alterá-lo. Para deixar a nossa marca. Para deixar fábricas, catedrais, CDs, tecidos, viadutos, computadores, qualquer coisa, nem que seja um texto impresso numa revista mensal.”

 



Escrito por Airton Soares às 19h52
[   ] [ envie esta mensagem ] [ ]


[ página principal ] [ ver mensagens anteriores ]


 
Meu perfil
BRASIL, Homem, de 46 a 55 anos
Histórico
Outros sites
  Dicionário INGLÊS
  Blog da Yara
  Blog do "AS"
  Blog do jPmourão
  "AS" no Recanto das Letras
  Amigos do Livro
  Blog da AILCA
Votação
  Dê uma nota para meu blog